quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Conselho Tutelar de Rio Maria quase inviabilizado

Conselho Tutelar carece de apoio
Através de contato com várias pessoas do município, obtevemos informações dos diversos problemas enfrentados pelo Conselho Tutelar de Rio Maria.

A reportagem apurou que; o trabalho e as atividades do Conselho vêm sendo na prática inviabilizados, pois não dispõem de apoio e estrutura necessária para o bom desempenho de suas atividades.

A Secretaria de Ação Social, até onde sabemos, não tem se preocupado com recursos para implementação do trabalho necessário. O Conselho funciona em uma sala alugada pela prefeitura, em estado precário, precisando de reforma e o mobiliário dentre eles: “computadores e impressoras” doados por terceiros também necessitam de manutenção urgente.

O conselho possuía um carro próprio “objeto de doação” através de negociação de advogados com o judiciário, mas a administração atual teria vendido o veículo, alegando que seria providenciado um novo.

Mas após a ultima eleição que renovou quase toda a totalidade de seus membros, parece que não agradou o gestor municipal, que não providenciou o veiculo novo como havia prometido, providenciou sim um veiculo usado, mas retirou o motorista que ficava a disposição dos conselheiros, e o ‘carro” que também não ficava em tempo integral a disposição do Conselho, foi recolhido em dezembro de 2011, não retornando mais sob alegação de documentos irregulares e outros defeitos... A cota de petróleo (gasolina) era de apenas 75 litros por mês.

Se o veiculo se deslocasse para o interior ou para o município vizinho, ficava o resto do mês parado por falta de combustível e nos fins de semana em vez de ficar com os conselheiros de plantão, ficava com um motorista do prefeito.

O Conselho não dispõe de telefone fixo, e os celulares de plantão não são abastecidos com recarga (créditos) pelo Conselho de Direito e Assistencia social.

Para o Conselho Tutelar funcionar de acordo com a orientação do ECA, precisa urgente de: manutenção do prédio e dos equipamentos que já são velhos, veiculo próprio, motorista, digitador, material de expediente e etc.

Não se justifica esta falta de apoio material e estrutural, uma vez que os diretores do Conselho de Direito está em assessoria direta do executivo, embora procurado pela reportagem a presidente do Conselho de Direito LUZIA CANUTO, informou que a falta de apoio e de melhoria na estrutura de funcionamento do Conselho Tutelar e de responsabilidade da Secretaria de Assistência Social e que até o momento não recebeu nenhum documento reivindicatório do Conselho Tutelar de Rio Maria. (Texto: Isnaldo Alves)

1 comentários :

RAIMUNDO DA EMATER disse...

será que com este informativo/denuncia, será tomadas as devidas providencias?

Postar um comentário